PREFÁCIO

São de conhecimento público as manifestações ocorridas em Itaperuna, atribuindo-se a Jesus e a Nossa Senhora as mensagens, então, divulgadas

Há algum tempo os fatos eram constatados em ambiente mais restrito, somente entre os integrantes do grupo de oração.

Ainda pároco em S. José do Avahy, relatei ao Sr. Bispo D. João Corso o que vinha acontecendo, e recebi a orientação para que se procedesse com toda cautela, na prudente observação dos latos

Ultimamente as revelações passaram a ocorrer em local público, com ampla participação de numeroso povo, em ambiente de oração e de muito recolhimento.

Sem qualquer atitude de descrença para com possíveis revelações particulares, a Santa Igreja, em tais circunstâncias, sempre procedeu com a máxima prudência, para que se conclua, com segurança, da autenticidade das manifestações ocorridas.

Recentemente a Santa Sé pronunciou-se sobre Medjugorje, e o critério na análise dos acontecimentos será o mesmo a ser também adotado relativamente às revelações em Itaperuna:

1 - Até o momento presente não existe, ainda, aprovação oficial por parte da autoridade eclesiástica.

2 - Já que muitos fiéis continuam dirigindo-se ao local dos acontecimentos, testemunhando, inclusive, obtenção de graças diversas, nada impede que assim se faça, contando que se proceda em perfeita conformidade com a fé e a moral católica, em autêntica devoção mariana e acatamento às orientações do pároco local.

3 - Quanto ao conteúdo das mensagens, é fundamental que se destaquem, com ênfase, os valores espirituais da conversão, do afervoramento da vivência crista e da prática sacramental regular, verdades estas sempre lembradas pela Santa Igreja, e de total consonância como Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Rezemos para que as Luzes do Divino Espírito Santo nos levem ao discernimento sobre a autenticidade dos fatos, e que a solicitude maternal da Santa Mãe de Jesus nos faça corresponder com profunda gratidão ao Amor Infinito de Deus para com suas criaturas.

Abençoando os queridos irmãos e irmãs, subscrevo-me devotamente em Jesus e Maria.

D. Roberto Gomes Guimarães

Bispo Diocesano de Campos