Mensagens de Jesus

Agosto de 1995   Janeiro de 1996  Junho de 1996 
Setembro de 1995  Fevereiro de 1996  Julho de 1996 
Outubro de 1995  Março de 1996  Agosto de 1996 
Novembro de 1995  Abril de 1996  Setembro de 1996 
Dezembro de 1995  Maio de 1996  Outubro de 1996 

MENSAGENS DE JESUS

04/11/95

Filhos meus,
O meu tempo, como já sabem, é diferente do seu tempo. Isso ocorre porque na morada celeste não se vive em função do tempo. Por isso, vocês que vivem em função do tempo acham e até reclamam da minha demora em atendê-los. Hoje, Eu e minha mãe já estávamos prontos para ir ao seu encontro desde a 1ª Ave-Maria que rezaram, porém resolvemos testá-los na paciência e na perseverança da Oração.
Por um momento, muitos de vocês pensaram que nós não viríamos; mesmo que tenha sido só por um instante; vocês pensaram.
É preciso, filhos, que peçam diariamente o dom da paciência, pois se querem chegar e ver o Novo Céu e a Nova Terra, terão que esperar no Senhor e serem fortes. Para isso será essencial o exercício da Paciência.
Recompensa maior não há para aquele que crê no Senhor e tem a paciência de esperar que se realizem os desígnios do Pai.
Muitos de vocês ainda não alcançaram a graça ou a cura que pediram, porque não têm paciência de esperar no Senhor.
Vocês são como papagaios: falam, falam, falam a mesma coisa, sem ter a paciência de esperar uma resposta.
Eu, minha mãe e meu Pai, nunca deixamos alguém sem resposta a um pedido feito com fé.
Vocês é que não entendem a nossa resposta e não têm a paciência de procurar uma explicação.
Filhos, a paciência tudo alcança. Esta frase define a profundidade do dom da paciência.
Esta é uma das mais importantes revelações que fiz a vocês.
Lembrem-se dela com carinho.
Fiquem na paz e esperem no Senhor...
Sou a Paciência por excelência!
Sou Jesus, o Verbo Divino, o Filho da Luz, que esperou no Pai e cumpriu sua missão.
Amém!

11/11/95

Filhos meus,
Assim como a uva precisa ser amassada e curtida para ser transformada num vinho de qualidade, vocês também têm que ser amassados pelo sofrimento, seja este de ordem física, espiritual, ou pela privação de bens materiais. Devem ser curtidos na paciência para se tornarem cristãos autênticos e verdadeiros discípulos meus.
Sei que cada um que está aqui hoje, carrega no coração a amargura desse sofrimento e a impaciência, porque esse sofrimento não cessa. Sei quão grande é a dor de vocês, pois mesmo que partilhem esses sofrimentos com os irmãos e peçam orações, vocês ainda constatam que o mesmo ainda resiste. A dor desse sofrimento é muito grande porque é individual e só vocês, meu filho e minha filha, sabem a grandeza do seu sofrer.
Compreendo bem filhos, o que vocês estão sentindo, porque passei por isto no Horto das Oliveiras, onde tive que sofrer sozinho. Por isso, tenho pedido ao Pai, que Ele na sua Infinita Misericórdia, afaste de vocês este cálice, ou ao menos amenize este sofrimento.
Filhos, orem e façam também ao Pai este pedido, pois o Pai é Clemente e Misericordioso e apesar de não ter experimentado a fraqueza da carne, como Eu experimentei, Ele fará o que for melhor por seus filhos.
Filhos, sofri e atualmente sofro demasiadamente pelo abandono de operários meus do seu trabalho. Tenho orado por eles, porém mais do que com os Pastores, me preocupo com as ovelhas sem Pastor. E é por elas que venho pedir orações. Ocupem-se das orações por vocês e pelas ovelhas sem pastor.
Sou aquele que nunca abandona Suas ovelhas.
Sou Jesus, o Bom Pastor.

29/11/95

Filhos meus,
Há quase 2.000 anos, nasci numa gruta fria, porque não havia lugar para mim. Por causa disto somente os animais viveram aquele momento onde o amor do Pai era intenso. Hoje já começo a procurar um lugar para nascer. Bato à porta dos seus corações e gostaria de encontrar corações aquecidos pelo Espírito Santo e acolhedores como o coração de minha mãe Maria. Para que eu nasça em seus corações, vocês já sabem o que devem fazer, pois minha mãe á lhes disse claramente.
Só lhes peço mais uma coisa: que preparem suas famílias com a Novena de Natal e então, compartilharão do amor intenso do Pai por vocês neste Natal.
A paz do Senhor habite em seus lares todos os dias.
Fiquem com a minha benção!
Amém!